18 de jul de 2009

5 segundos.

Você tem exatos 5 segundos para entrar por aquela janela dizendo que me ama e não vive sem mim enquanto eu, bem blasé, finjo que não me abalo com sua palavra insegura, mesmo morrendo numa felicidade branca e plena. E dê graças a Deus e à minha generosidade que te dou 5 segundos, porque se eu tivesse um pingo sequer de vergonha na cara você não teria tempo nem para respirar.
Anda, entre como o Homem Aranha escalando prédios altos, enfrentando seus mais temidos inimigos e grite para todo mundo ouvir que sou a mulher da sua vida e que sem mim, meu bem, tudo empaca. E diga também que você estaria infeliz, pálido e de pau mole. Estou esperando, anda. Entre e tire do seu cinto mil e uma utilidades todos os seus argumentos mais furados e esfarrapdos enquanto sai do seu bolso uma taça de vinho tinto bem suave. E brinde comigo esse amor louco por essa mulher louca em que me transformei depois de tudo.

Arrombe minha vida com sua paixão avassaladora e e me faça esquecer de todas as noites em que senti frio e não havia você para me aquecer e me dizer que sim, que no final das contas tudo vai ficar bem.

Vai logo, estou esperando. Seu tempo está se esgotando.
Me dê flores, me beije, me aperte até furar minha cintura e alcançar meu rim que precisa de muita água para filtrar tudo isso. Arranque sua capa de batman e esse colant ridículo cinza ou sei lá que cor é essa e me segure firme nos cabelos lisos de Alisabel. Me salve dessa ferragens silenciosas que me enlouquecem.

Tudo bem, eu sei que pela janela é realmente difícil até porque você precisaria nascer de novo para ser um super herói de quadrinhos. Pode ser pela porta, melhor assim?

Então ... valendo!
Você tem 5 segundos para chutar essa porta, arrebentar o batente e entrar ofegante e estabanado me jogando no chão e repetindo que sem mim, meu amor, não rola. E me prove novamente o quão estúpida eu sou porque semmpre acabo cedendo cada vez que você vem respirando em cima de mim com esse ar quente e esse corpo tão feito para mim. E me diga que nunca mais vai embora e que você não pode respirar se eu não tiver perto e que você parece uma criança mimada e medrosa cada vez que ameaço ir embora.

Anda, vai..
Estou esperando.

1 Comentários:

Rose disse...

Lindo, lindo...isto não é só amor não querida....é tesão também e não tem nada melhor do que isto...se existe eu desconheço...
Titia

24 de julho de 2009 19:10