22 de dez de 2009

E se ?

E se eu não quisesse mais nunca mais desatar esses milhares de nós? E se fosse de maria mole ao invés de menta? E se tocar o foda-se fosse a solução para tudo que a gente não sabe resolver de outro jeito? E se eu pudesse não chorar mais e nem dizer mais as verdades que cutucam tanto? E se o mundo realmente acabasse hoje o que eu diria? E se eu mudasse a nossa música para ver se reanima do infarto que prejudicou esse nosso miocárdio quase fatalmente? E se fosse reciclável, eu reciclaria na lata do vidro ou do papel? E se fosse para sempre acabaria a agonia? Ou eu encontraria outra e outra agonia só para morrer sempre e ver todo mundo chorando a minha perda? E se o azul virasse vermelho e você não visse mais nenhuma cor? E se você pudesse dizer alguma coisa o que diria? E se pudesse escolher ser alguém quem seria? E se pudesse evitar alguma coisa o que evitaria? E se eu fosse um pato de banheira? E se o cachorro miasse? E se vaca voasse? Chuva de piranha? E se ontem pudesse ser repetido você faria tudo de novo sem tirar nem por? E se eu soubesse engolir? E se eu aprendesse a cuspir? E se eu treinasse mais todas essas posições? E se você me traísse? Retomaríamos de onde paramos? E se sua pinta nas costas não fosse exatamente onde ela é? E se a gente dançasse pelo menos uma vez depois de tantas coisas? E se eu molhasse meu jeans novo e caríssimo andando na beira da praia? E se eu não pudesse dizer com textos o que eu também não posso dizer com a boca? E se eu quisesse dizer as últimas verdades?

E se você não me amasse assim, com esse osso do ombro saltado? E se eu subisse menos nas paredes? E se a gente cantasse nossa trilha para espantar os mau humores?

E se fosse só por hoje?
Seria diferente?

6 Comentários:

josé disse...

Curto, grosso e muito bom!
abraços,
josé.

22 de dezembro de 2009 15:30
carol disse...

Seria nada! Seria igual mas bem mais curto! eehehe

beijos
carol

22 de dezembro de 2009 17:44
Olavo disse...

” A alma é invisível,
Um anjo é invisível,
O vento é invisível,
o pensamento é invisível, e,
no entanto, com delicadeza,
se pode enxergar a alma,
se pode adivinhar o anjo,
se pode sentir o vento,
se pode mudar o mundo com alguns pensamentos.”

Boas festas...

Olavo.

22 de dezembro de 2009 22:59
Livia disse...

Adoooorei o texto, achei incrível!
beijos
Livia.

23 de dezembro de 2009 15:26
Olavo disse...

O nosso caminho é feito
Pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada...
Depende dos que vão conosco!

Assim, neste NOVO ANO que se inicia
Possamos caminhar mais e mais juntos...
Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ,
SAUDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR.

Um ótimo 2010.

Olavo.

28 de dezembro de 2009 23:46
Carla Martins disse...

Adorei o texto!

Tati, que seu 2010 seja cheio de inspiração!!!!

beijinhos

4 de janeiro de 2010 15:57